Knight Center
Knight Center

NOTICIAS DO CENTRO KNIGHT

UNESCO e Centro Knight lançaram programa de treinamento piloto para professores de jornalismo da África


O Centro Knight para o Jornalismo nas Américas acaba de concluir um curso online oferecido em parceria com a UNESCO (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura) a professores de jornalismo da África. O treinamento foi sobre como ensinar jornalismo digital.

Realizado inteiramente pela internet, o curso “Ensinando Jornalismo Online” foi ministrado pela Prof. Mindy McAdams, catedrática Knight em Tecnologias do Jornalismo e o Processo Democrático da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos, e especialista em jornalismo digital internacionalmente reconhecida.

Todos os 23 participantes do curso online lecionam em escolas de jornalismo incluídas na lista da UNESCO de potenciais Centros de Excelência no Ensino de Jornalismo na África. Os professores eram de nove países africanos: Camarões, Gana, Quênia, Madagáscar, Namíbia, Nigéria, África do Sul, Uganda e Zimbábue.

<
Veja Participantes do curso "Ensinando Jornalismo Online"
para Professores Africanos
em um mapa maior

“O Centro Knight tem uma missão muito específica de ajudar jornalistas e professores de jornalismo da América Latina e do Caribe, mas esse foi um caso excepcional", explicou o professor Rosental Alves, diretor do Centro Knight para o Jornalismo nas Américas, na Universidade do Texas em Austin. “Ficamos muito felizes de cooperar com a UNESCO nesse projeto piloto na África, como uma contribuição a nossos colegas de lá”.

“Além da oportunidade de ter a Prof. McAdams, uma das melhores especialistas no ensino de jornalismo online, para treinar nossos colegas africanos, achamos que essa era uma oportunidade de mostrar um modelo de baixo custo desenvolvido pelo Centro Knight para oferecer treinamento a jornalistas e professores de jornalismo pela internet", acrescentou Alves.

O treinamento fez parte de um compromisso de longa data da UNESCO com a melhora dos padrões do ensino de jornalismo na África, por meios de parcerias educacionais globais em apoio aos 20 centros de excelência no ensino de jornalismo espalhados pelo continente africano.

“Estamos muito felizes que o Centro Knight para o Jornalismo nas Américas tenha concordado em oferecer o treinamento, solicitado pelos próprios centros na África como parte de seus esforços para fortalecer sua capacidade institucional", disse Jayaweera Wijayananda, diretor da Divisão de Desenvolvimento da Comunicação da UNESCO. “Continuaremos a explorar oportunidades de treinamento para os centros, tendo em mente que as novas tecnologias de informação e comunicação (TIC) estão remodelando a maneira como o jornalismo é ensinado. Precisamos de um novo conjunto de competências que dê conta das mudanças no contexto tecnológico na África.”

A Prof. McAdams afirmou que o “curso correu tranquilamente”.

“Ensinar jornalismo online a professores não é muito diferente de ensinar a jornalistas”, disse ela. “A diferença na ênfase, acredito, foi que precisei persuadi-los de que seus alunos devem saber sobre essas tecnologias e competências agora, hoje".

A Prof. Nancy A. Booker, do Quênia, estava animada por participar de seu primeiro treinamento online.

“A coisa mais interessante que aprendi no curso foi como uma pessoa pode usar o Moodle (sistema de gerenciamento de cursos utilizado pelo Centro Knight em seus treinamentos pela internet) sem estar fisicamente na sala de aula. Foi realmente fascinante e espero que eu possa sugerir essa abordagem ao Departamento de Comunicação em que trabalho, pois isso poderia nos ajudar a economizar recursos, em vez de usar satélites, como fazemos".

A Prof. Booker, que ensina técnicas de redação para rádio e TV, já começou a utilizar o que aprendeu no curso da UNESCO em sua sala de aula.

“Na semana passada, por exemplo, mostrei a meus alunos como criar blogs e eles puderam publicar pelo menos duas de suas tarefas em suas próprios blogs.

O curso “Ensinando Jornalismo Online” motivou o Prof. Gideon Tehwui Lambiv a ajudar jornalistas do Camarões a criar conteúdo original para veículos de comunicação online.

“Vou propor ao Escritório Regional da UNESCO em Camarões que organize ou patrocine um seminário/workshop sobre jornalismo online, por meio do qual profissionais de mídia poderão receber algum treinamento em jornalismo digital”, ele disse. “Poderia ser, para mim, uma oportunidade de compartilhar o conhecimento que adquiri no curso além das fronteiras da sala de aula e da universidade".

Desde 2003, o Centro Knight treina jornalistas por meio de uma pioneira e inovadora plataforma baseada no Moodle, um sistema de código aberto de gerenciamento de cursos. Mais de 4,4 mil jornalistas já participaram de programas de treinamento online de temas variados oferecidos Centro Knight.

"Acredito que esse bem sucedido curso oferecido em colaboração com a UNESCO mostra que um programa semelhante poderia ser implantado na África e colaborar para os atuais esforços para melhorar o ensino de jornalismo em vários países daquele continente", argumentou Alves. "Há muitas coisas que nós, envolvidos no ensino de jornalismo nas Américas, podemos aprender com nosso colegas e com a África - e vice-versa. Deveríamos ter mais desse tipo de colaboração entre diferentes regiões do mundo".




"Bookmark


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail: