Knight Center
Knight Center

NOTICIAS DO CENTRO KNIGHT

Jornalistas guatemaltecos se reúnem para melhorar cobertura eleitoral e fortalecer rede digital


O encontro começou com um minuto de silêncio, em memória do apresentador de TV Yensi Roberto Ordoñez Galdamez, encontrado morto no mês passado. Aproximadamente 80 jornalistas participaram da homenagem durante o “3° Encontro Internacional de Jornalistas dos Estados e da Capital da Guatemala”. Os profissionais se reuniram para treinamentos e discussões, com o objetivo de melhorar a cobertura das próximas eleições no país, em setembro.

“Trata-se de um grande alerta para os perigos enfrentados pelos jornalistas na Guatemala em tempos de eleições, já que elas estão próximas”, disse María Emilia Martín, diretora do Centro Gracias Vida e organizadora do evento, realizado em Antigua, Guatemala, entre 26 e 28 de maio de 2011. O encontro foi parcialmente patrocinado pelo Centro Knight para o Jornalismo nas Américas.

“Este ano estamos vendo uma grande pressão… não apenas dos partidos (políticos), mas dos cartéis de drogas. Ela vem em forma de ameaças”, acrescentou Martín.

Para Martín, o encontro entre jornalistas da capital e de estados mais afastados vai melhorar a comunicação e a cooperação entre eles. Um outro objetivo do evento é o de fortalecer a Rede GuateDigital, formada por profissionais do interior da Guatemala.

“É importante que haja um estímulo para desenvolver a organização e para manter o diálogo sobre a necessidade de desenvolver uma organização mais forte, que representa os jornalistas que trabalham nas áreas rurais e nas capitais das províncias”, argumentou Martín.

Para Alva Batres, presidente da Associação de Jornalistas de Izabal (estado da Guatemala), o estímulo à união de forças tornará os jornalistas mais fortes e protegidos.

“Partimos do princípio de que a unidade faz a força”, disse ela, acrescentando: “Quando uma pessoa, um jornalista está sozinho para defender um ponto de vista ou para defender sua própria integridade física é muito difícil. Mas quando isso é feito com o apoio de uma rede, de uma união, como eu disse, de grupos organizados, o Estado, as autoridades e a sociedade civil pensam duas vezes. Eles irão ouvir mais uma organização do que uma única pessoa”

Os palestrantes sugeriram que os jornalistas deixem a competição de lado e saiam em grupos de três ou mais pessoas, especialmente em áreas remotas, onde conseguir informação pode ser difícil.

Eles também sugeriram que os repórteres sejam mais profissionais e éticos. Jorge Luis Sierra, um jornalista mexicano que cobriu as eleições na região da fronteira com os Estados Unidos, ressaltou que os repórteres "devem ser profissionais em todos os sentidos da palavra. Em tais contextos, ser profissional não acaba com o risco de ser atacado ou violentamente pressionado, mas, pelo menos, o reduz drasticamente". Sierra, atualmente bolsista do programa Knight International Journalism, acrescentou que “ser ético, independente e equilibrado é crucial, não apenas para produzir um conteúdo de qualidade, mas também para reduzir riscos”.

Entre outros palestrantes, estavam Claudia Méndez Arriaza, repórter do El Periodico e do Canal Antigua, William Lopez, produtor de rádio e membro da rede GuateDigital, e jornalistas do Plaza Publica, um jornal digital da Guatemala.

Entre os patrocinadores, estavam o International Center for Journalists, a embaixada americana, o Centro Knight para o Jornalismo nas Américas e o Centro Gracias Vida.

Em encontros anteriores da GuateDigital, o Centro Knight ajudou a patrocinar e a treinar jornalistas com workshops sobre blogs, edição de áudio e vídeo e pacotes multimídia. Em 2005, o evento foi realizado dois meses antes de o furacão Stan atingir a Guatemala. O treinamento ajudou os repórteres do país a cobrir a tragédia e a relatar a destruição, oferecendo informações fundamentais sobre os esforços de socorro às vítimas.

Em 2011, o patrocínio do Centro Knight permitiu que jornalistas viajassem até o local onde o evento foi realizado. “Como foi bom poder trazer todos os jornalistas que quiseram vir. No fim, tivemos o dobro de participantes”, disse Martín. “Acho que foi um sucesso total”




Temas:
"Bookmark


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail: