Knight Center
Knight Center

NOTICIAS DO CENTRO KNIGHT

Jornalistas de nove países completam curso online sobre uso de redes sociais


O Centro Knight para o Jornalismo nas Américas completou o curso online “Redes Sociais para Jornalistas”, oferecido em inglês entre 18 de julho e 28 de agosto de 2011. As aulas foram ministradas pelo jornalista Robert Quigley, que foi editor de redes sociais do Austin-American Statesman e acaba de estrear como professor na Universidade do Texas em Austin. Vinte e cinco jornalistas de nove países participaram do curso.

"Foi uma grande experiência", disse Quigley sobre o curso. "As mídias sociais, independetendemente da maneira como vão evoluir, são uma parte integral do jornalismo agora. As pessoas esperam manter uma profunda conexão social com os jornalistas que cobrem suas comunidades. As organizações de notícias inteligentes querem funcionários que saibam como manter essas conexões. Um curso como esse ajuda os jornalistas a ver os benefícios de testar novas ferramentas e dá a eles um plano de ação para que elas funcionem", acrescentou.

O curso, completamente online, foi dividido em módulos semanais, com apresentações audiovisuais, textos e links para recursos digitais, além de exercícios, questionários e debates. Os alunos puderam acompanhar as aulas em seu próprio ritmo, de acordo com seus horários. Participaram jornalistas de Argentina, Brasil, Colômbia, México, Portugal, Espanha, Estados Unidos, Nicarágua e Honduras.

"A maioria dos participantes não estava nos Estados Unidos, então conhecer seus pontos de vista e desafios foi realmente fascinante. Muitos disseram que usariam o que aprenderam no curso e aplicariam o conhecimento no trabalho imediatamente. Essa é uma grande recompensa", afirmou Quigley.

Tatiana Cavalcanti, jornalista brasileira que participou do curso, disse: "Sempre vi as mídias sociais como algo inútil, porque as pessoas não as utilizam de maneira apropriada. O curso me ajudou a ver como as mídias sociais podem nos ajudar em nossa rotina diária".

Quigley, que acaba de entrar para o corpo docente da Escola de Jornalismo da Universidade do Texas, como professor de multimídia, usou seu conhecimento em redes sociais para cobrir o tiroteio de Fort Hood, em 2010. Os jurados da Texas APME (Associated Press Managing Editors) deram a ele o prêmio por cobertura de notícias de último minuto, destacando a utilização das redes sociais em seu trabalho. No passado, foi editor de internet, editor de cartas, editor assistente e designer de capa do Statesman. Durante o curso, Quigley teve como assistente Rachel Barrera, doutoranda em Educação da Universidade do Texas que trabalha no programa de capacitação profissional do Centro Knight.

O Centro Knight para o Jornalismo nas Américas foi fundado pelo professor Rosental Calmon Alves em agosto de 2002, graças a uma generosa doação de 2 milhões de dólares da Fundação John S. e James L. Knight. O Centro também recebe contribuições de outros doadores, como as Fundações Open Society e a Universidade do Texas em Austin. O principal objetivo do Centro é ajudar jornalistas da América Latina e do Caribe a melhorar a qualidade do jornalismo em seus países.

"Bookmark


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail: