Knight Center
Knight Center

Governo americano ataca WikiLeaks com decisões judiciais secretas




Depois de solicitar ao Twitter informações sobre seguidores do WikiLeaks, o governo americano conseguiu, por meio de ordens judiciais secretas, forçar o Google e o provedor de internet Sonic.net a divulgarem os endereços de e-mail de pessoas que se corresponderam com Jacob Appelbaum, colaborador do site de vazamento de informações, nos últimos dois anos, informou o the Wall Street Journal.

O Sonic tentou recorrer, mas perdeu e entregou as informações ao governo. Não está claro se o Google já fez o mesmo. As ordens judiciais secretas potencializam o debate sobre a controversa Lei de Privacidade em Comunicação Eletrônica, de 1986, que permite ao governo obter endereços eletrônicos e informações de celular sem necessidade de um mandado de busca, explicaram o Wall Street Journal e a Reuters.

Embora Appelbaum, de 28 anos, ainda não tenha sido acusado de nada, o WikiLeaks está na mira do governo desde a divulgação de milhares de mensagens secretas da diplomacia americana, assim como documentos sobre as guerras do Iraque e do Afeganistão e sobre a prisão de Guantánamo, em Cuba.



Responder

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail: