Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Panorama de receitas para os jornais dos EUA não é promissor, informa o Wall Street Journal




O futuro imediato não é muito promissor para os jornais americanos, segundo um artigo do Wall Street Journal que informa que as estimativas de ingressos por publicidade foram reduzidas. O site Poynter.org destaca, com uma pitada de ironia, que nesta época de paywalls, só os assinantes podem ler o artigo do Wall Street Journal.

No Poynter.org, Jim Romenesko citou o artigo original de Russell Adams e disse que o panorama econômico não é tão sombrio para donos de jornais que fizeram cortes de pessoal e de gastos em resposta à queda de quase 30% nas vendas de publicidade em algumas publicações em 2009. Contudo, Adams afirmou que "analistas e executivos dizem que levará tempo até as empresas jornalísticas começarem a ganhar dinheiro com seu progresso digital e se a atual tendência dos impressos não ceder em curto prazo, haverá mais dificuldades no futuro".

Duas grandes empresas de mídia tiveram maus resultados econômicos nos últimos meses. O lucro líquido do Washington Post caiu 50% neste segundo trimestre em relação ao do ano passado, noticiou o site Politico, no início de agosto. Mas isto foi em grande parte devido a um de seus produtos principais, Kaplan Higher Ed, que sofreu com mudanças nas regras do Departamento de Educação para iniciativas educativas com fins lucrativos. Embora a divisão de jornal do Post tenha registrado uma perda operacional menor em comparação com o segundo trimestre de 2010 (2,9 milhões de dólares contra 14,3 milhões no ano passado), a circulação caiu 4,5% e a publicidade impressa, 12%.

O grupo Gannett, uma das maiores empresas de mídia dos Estados Unidos, também obteve números desoladores em julho quando anunciou que os ganhos do segundo trimestre haviam caído 22% comparados com 2010, reportou TheWrap.com. Antecipando-se ao artigo do Wall Street Journal, TheWrap destacou que o negócio digital da Gannett "continuou crescendo, mas não o suficiente para compensar as fortes perdas sofridas pela companhia no impresso". No entanto, Gannett disse que não tem previsão de corte de pessoal como consequência dos resultados do trimestre abril-junho.

The Guardian observa que o Wall Street Journal cita fontes anônimas que dizem que o incerto mercado publicitário dos jornais foi um dos fatores que levou o Grupo MediaNews a suspender a sua tentativa de comprar a Freedom Communications, grupo editorial que detém 33 jornais diários e mais de 70 semanários. MediaNews, operadora de mais de 50 jornais, incluindo o Denver Post, recentemente revelou planos para instaurar paywalls em 23 dos seus pequenos e médios jornais.




Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook