Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Parlamentar mexicano propõe fim das coletivas de imprensa após prisão de suspeitos de tráfico




Um parlamentar mexicano apresentou um projeto de lei para regular a cobertura jornalística sobre a prisão de suspeitos de participação no crime organizado, informou a agência estatal de notícias Notimex.

O deputado Josué Valdés Huezo, do Partido Revolucionário Institucional (PRI), apresentou proposta de reforma da Lei Federal de Rádio e TV, assim como do Código Penal Federal, para evitar que autoridades federais apresentam suspeitos à mídia, informou o La Jornada.

No México, é comum o governo organizar coletivas de imprensa após a prisão de suspeitos de tráfico e, inclusive, permitir entrevistas com os supostos criminosos.

Segundo o parlamentar, o objetivo de sua proposta não é atacar as liberdades de expressão e imprensa, mas evitar a criação de falsos ídolos para crianças e jovens, explicou o jornal Uno Más Uno.

Para o deputado pelo Estado de México, essas coletivas de imprensa violam o Código Federal de Procedimentos Penais. Em 2010, o Instituto Federal de Acesso à Informação mostrou que 492 comunicados de imprensa da Procuradoria-Geral da República (PGR) continham informações que deveriam ser mantidas em sigilo, violando a Lei Federal de Transparência, de acordo com o diário Provincia.



No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail:

Facebook

Comentários recentes