Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Jornalista mexicano é resgatado depois de ter sido sequestrado no estado de Veracruz




Um jornalista mexicano de Veracruz foi resgatado por membros da Secretaria de Segurança Pública depois de ser sequestrado em 12 de junho.

Marco Miranda Cogco informou via Noticias A Tiempo, a página de notícias no Facebook que ele fundou, que ele estava prestando depoimento ao Ministério Público. Ele agradeceu a Deus, a sua família, amigos, colegas jornalistas e outros apoiadores.

Num vídeo em que ele aparece inicialmente usando um protetor de pescoço, o jornalista disse que ele foi resgatado à 1:30 da manhã, durante um confronto entre as forças de segurança e os sequestradores.

De acordo com Miranda, as forças de segurança pararam a van onde ele estava, enquanto ela seguia por uma estrada de terra, no início da manhã. Ele disse que os sequestradores estavam levando-o para outro cativeiro, mas ele pensou que poderia ser assassinado.

O jornalista se jogou no chão do veículo assim que o tiroteio começou.

Miranda disse ter sido repetidamente agredido na nuca, e que foi fotografado nu enquanto era mantido numa sala. As imagens seriam usadas contra ele.

De acordo o  jornalista, este foi o terceiro incidente do tipo que ele sofreu. Há seis ou oito anos, ele foi atacado por um grupo criminoso e numa outra ocasião, ele havia sofrido uma tentativa de sequestro.

Miranda disse também que o governador determinou que ele tenha proteção policial por 24 horas até que o caso seja solucionado.

Depois de alguns dias de descanso, ele disse que vai voltar ao trabalho.

“Eu vou continuar criticando tudo que está errado. Eles não vão me parar”, ele disse. “Eu vou manter a minha linha editorial crítica contra o governo, e as autoridades vão investigar de onde isso veio”.

Nas primeiras horas da manhã de 12 de junho, homens armados em vans sequestraram Miranda quando ele levava a sua neta para a escola. Num vídeo postado no Facebook pelo Diario Veracruz, a mulher do jornalista disse que ele sempre recebia ameaças de autoridades locais e ela fez acusações contra Eric Patrocinio Cisneros Burgos, secretário de Governo de Veracruz, e Cuitláhuac García, o atual governador do estado.

Depois do sequestro, Cisneros negou ter ameaçado Miranda, segundo Palabras Claras. O governador postou no Twitter “Não somos perversos, vamos continuar a respeitar a liberdade de expressão.”



Temas:


Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook