Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Jornalistas se reconectam com o público em Café de jornal canadense




Buscando tornar mais transparente a empresa de jornalismo, reconectar-se com o público e encontrar uma maneira de atrair jovens leitores, o Winnipeg Free Press News Café , no Canadá, aberto de segunda a sábado, se converteu em um centro social para a comunidade, combinando boa comida, eventos públicos ao vivo e oportunidades para o público interagir com os jornalistas do diário, de acordo com John White, sub-editor online do Winnipeg Free Press.

White falou sobre o plano de negócios do periódico em relação à criação do café-redação, no painel sobre "Inovação e Empreendimento: Jornalistas e organizações de notícias estão aprendendo com as startups tecnológicas?", durante o 13º Simpósio Internacional de Jornalismo Online, realizado nos dias 20 e 21 de abril na Universidade do Texas em Austin.

Em conversa com o Centro Knight para o Jornalismo nas Américas (veja o vídeo da entrevista no final deste post), White explicou que o objetivo do Café era mudar a redação para o centro da cidade. "Os objetivos, na minha opinião, eram nos tornar mais transparentes e acessíveis como marca de notícias e despertar interesse em menores de 55 anos", explicou. Ele queria criar um espaço onde leitores, antigos e potenciais, pudessem se sentir acomodados, um "centro social, um ponto de encontro, não só para as pessoas almoçarem, mas também para escutar o que diz um político sobre o tema do dia".

O espaço também é utilizado para realizar concertos, reuniões municipais e outros eventos que, em breve, serão transmitidos ao vivo na plataforma digital do periódico.

O estúdio do jornal digital é baseado no Café e um punhado de editores e repórteres trabalham permanentemente em seu exterior. Outros jornalistas trabalham tanto dentro como fora do local. Placas com os nomes dos jornalistas e contas de Twitter têm o propósito de fazê-los parecer mais acessíveis ao público.

Inicialmente, houve certa inquietude entre os jornalistas, que estavam preocupados com os problemas que teriam para realizar seu trabalho, já que temiam um desfile interminável de pessoas com inúmeras perguntas. Agora, entretanto, eles estão entusiasmados com o Café, reconhecendo o "benefício" de interagir com o público, disse White. "Recebemos várias ideias de pautas", observou. "Temos uma oportunidade que não teríamos de outra maneira, porque estamos em seu território".

White sugere que outros periódicos contemplem a ideia do Café, agregando que ele está disposto a falar com qualquer pessoa interessada nisso.




No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail:

Facebook

Comentários recentes